[PAPO COM AUTORES] Entrevistada: V.M Macedo, autora de Inquebrável – Por quanto tempo um amor pode durar sem quebrar?

10490122_829156960435752_1122039812_nVocê que leu, já tem seu livro autografado pela autora e estava louco para ver a entrevista dela aqui, não precisa esperar nem mais um segundo! Clique para continuar lendo e seja feliz 😀

cats

 

Entrevista

1. Fale um pouco sobre a sua fanfic.

Na realidade ela não é uma fic… rs
O Inquebrável é um romance atípico, trata de um amor real, com altos e baixos e um mocinho que está longe de ser um príncipe encantado.
Ele narra a história de Beatriz Albuquerque e Leonardo Hatcher, duas pessoas que se apaixonaram na adolescência, mas foram imaturos demais para se entregar a esse amor. Após cinco anos, o destino, lhes dá uma nova chance. E é aí que a história realmente começa. Será que o tempo é capaz de apagar as mágoas do passado e te fazer recomeçar?

2. De onde surgiu essa vontade de escrever fanfics?

Nem eu sei… rs Eu sempre escrevi, em diários, cadernos e um monte de coisinhas. Um dia, minha melhor amiga me aconselhou a por tudo no papel e ver no que dava. E assim começou a surgir o Inquebrável.

3. Como e por que você decidiu escrever sobre o tema que trata a sua fanfic?

Na maioria dos romances que vemos, hoje em dia. A grande maioria parece um conto de fadas. Com uma princesa indefesa e um príncipe encantado. E isso não é a realidade. Eu queria um romance real. Daqueles que você identifica um momento da sua vida ou de alguém conhecido.

4. Seus personagens são baseados em pessoas reais? Se sim, elas fazem ou fizeram parte da sua vida?

Não. Eles são fictícios, mas posso dizer que bastante da personalidade minha e de pessoas que convivem comigo.

5. Como você faz para divulgar a sua fanfic? Tem dado resultado?

Minha maior divulgação é via redes sociais e o famoso boca a boca. Acredito que sim, tem dado certo.

 6. Você se inspira em algum autor para escrever? Quem e por quê?

Não posso dizer que me inspiro diretamente em um autor. Acho que existem vários que eu admiro o talento e gosto da escrita e me assemelho. No momento, acredito que o John Green seja o que mais me arranca inspirações.

7. Qual a parte da sua fanfic que você mais gosta ou acha importante? Tem alguma parte que o autor deve ter mais atenção ao ler?

Todos os seus capítulos são importantes, mas a passagem que eu mais gosto é a mudança que o Leo apresenta enquanto o decorrer do livro vai passando. É a forma que ele amadurece e se torna um homem de verdade nos últimos capítulos.

 8. Quanto tempo levou para sua fanfic ficar pronta?

Quase um ano.

9. Essa é sua única história? Se não, quais são as outras?

No momento sim! Estou com mais três projetos, mas nenhum concluído ainda.

10. Dos seus personagens, qual é o seu preferido? Por quê?

Sem duvidas a Alison. Porque ela foi uma personagem que ganhou vida própria. Que com o passar do tempo ela conquistou tanto o meu coração que foi difícil dizer adeus.

 11. Quem mais te apoia para seguir uma carreira de escritor (a)?

Toda a minha família e amigos me apóiam e não me deixam desistir. Dou graças a Deus por ter essas pessoas fantásticas na minha vida.

 12. Adormecendo lhe vem uma ideia, você deixa para pensar no dia seguinte ou levanta-se de um salto para escrever?

Eu pego o celular no mesmo minuto e anoto. Se eu esperar até o dia seguinte, possivelmente, esquecerei.

13. Como você se sente quando está escrevendo um novo capitulo e dá aquele branco na mente?

Isso me irrita profundamente, mas nesses momentos a melhor coisa é levantar beber uma água e depois tentar novamente.

14. Você tem alguma mania na hora de escrever?

Escuto música. E, provavelmente, e se encaixar na cena, se torna parte da playlist.

15. Você tem contato com seus leitores? Eles sugerem novas estórias?

Com toda certeza do mundo! Sem meus leitores não sou nada. Eles sugerem, opinam e dão dicas do que podia melhorar. No Inquebrável, existe uma cena que foi sugestão de uma leitora assídua.

10479487_829156887102426_417645256_n

16. Sentimentos negativos como ódio, ciúme, inveja, vingança são motores bem regulados para a criação de uma obra?

Sim e não. Às vezes os melhores capítulos são escritos no calor da emoção e às vezes, é melhor esfriar a cabeça antes de escrevê-los.

17. Música de fundo é indispensável?

Pra mim, sempre!!!

18. Em caso de dúvida, impasse, descrença, você se aconselha com quem?

Com minha leitora Alfa!!! Juliane Souza, ela é a pessoinha que me ajuda nos bloqueios e qualquer dúvida criativa.

19. Quando não consegue ir adiante você rasga o papel, quebra tudo e pisa em cima?

Não!!! Eu paro, esfrio a cabeça e tento em outro momento.

20. Quando olha para trás sua maior satisfação é poder dizer…

Que eu consegui!!! Em meio a todas as dificuldades, eu sou uma autora brasileira.

21. Além de escrever, o que mais faz?

Sou assistente administrativo na empresa dos meus pais, sou mãe e faço faculdade de administração.

22. Conhece alguém cuja vida daria um romance? Já se aproveitou disso para escrever algo?

Infelizmente não. Juro que queria. Seria um romance muito verossímil, mas ainda não conheci ninguém.

23. Sua família o encorajou a escrever?

De inicio, eles não levaram muita fé quando eu disse que estava escrevendo um livro, mas depois de concluído, quando mostrei a eles, o apoio foi incondicional.

24. Consegue ler seu próprio texto na pele de algum leitor?

Eu sempre tento desligar o modo autor e ler como se fosse um livro de qualquer outra pessoa. Em alguns momentos funciona, em outros não.

25. Ler é indispensável para escrever bem ou pode atrapalhar?

É indispensável!!! Para você escrever bem, você precisa ler e aprender com pessoas que já fazem isso há anos. Sem a leitura é quase impossível se especializar na escrita.

26. O que é mais difícil ao escrever uma história: a primeira ou a última frase?

A primeira! Depois que você começa, o livro se desenrola sozinho, mas o começar, para mim, é a pior parte.

27. Defina sua fanfic em uma palavra.

Real!!!

28. Você acha que é difícil publicar um livro no Brasil?

Muito! Ainda não existe muita confiança em autores novos. Isso está mudando, mas a passos de formiga. Acredito que falte um pouco de coragem das editoras para arriscarem, sem cobrar os tubos, com os novos talentos.

29. Se tivesse o poder de mudar o final de um livro, de qual livro você mudaria? O que mudaria?

Nossa!!! Pergunta difícil essa. Acho que eu mudaria o final do livro Louca por Você da Rachel Gibson. Não que ele precise de um novo final, mas você fica com aquela sensação de que precisa de algo mais. Acho que só acrescentaria um pouco mais da historia.

30. Para finalizar, você gostaria de deixar algum recado para as pessoas que estão lendo? Pode ser o que você preferir, um conselho, uma mensagem, uma dica, um puxão de orelha, um desabafo, o que você preferir. 😀

Deixo só o meu muito obrigada! Pelo carinho, pela atenção e por me apoiarem nesse momento tão importante da minha vida! E não se esqueçam nunca!!! Não desistam dos seus sonhos, eles podem se realizar!!!

Anúncios
Esta entrada foi publicada em FanFics, Papo com Autores. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s