[RESENHA] Peça-me o que quiser.

img_02

Informações do Livro

Titulo: Peça-me o que quiser. 
Titulo Original: Pídeme lo que queiras.
Editora: Suma de Letras
Autora: Megan Maxwell
Número de Páginas: 408

Sinopse: Judith tem 25 anos e trabalha como secretária na empresa Müller, em Madri. Quase sempre sai muito tarde do escritório e detesta a chefe por isso – ela gostaria de ter mais tempo para os amigos, os bares, a musica e o futebol. Seu dia a dia é como o de uma jovem qualquer numa grande cidade, até que de repente o diretor-chefe da empresa, um alemão de olhos azuis, muito sério e muito sexy, chega para uma visita de inspeção. 

Seu nome é Eric Zimmerman, mas todos o conhecem como Iceman . Eric tem uma atração fulminante pelo jeito divertido de Judith e exigirá que ela o acompanhe nas viagens de trabalho pela Espanha. Mesmo sabendo que está se metendo numa situação arriscada, a ideia de estar ao lado de Iceman é irresistível. Com ele, a jovem viverá experiências sexuais até então inimagináveis, em um universo de fantasias eróticas pouco convencionais. 

Muita gente me falou que eu tinha que ter a mente aberta antes de começar a ler esse livro… Bem, isso é verdade! E muito verdade, confesso que teve momento que pensei em largar o livro, mas não gosto de largar livros pela metade… Resolvi então, ler sem dar muita atenção as partes mais, hum, como eu vou dizer… Nojentas? Sim, pode ser essa a palavra. 

Agora, depois de ter lido o paragrafo anterior você deve se perguntar porque eu li se achei as coisas nojentas. Bem, não sou obrigada a concordar com o estilo de vida deles e nem a gostar . Peça-me o que quiser não é pura safadeza e putaria, claro que boa parte do livro é só disso, de 10 paginas que você ler 8 serão de putaria com direito a voyer, ménage à trois e mais um pouco. Mas, o livro trás uma estória incrível, isso mesmo. O romance prevalece entre o casal e isso foi o que me prendeu, eu amo ler livros que me fazem acreditar que o amor por uma mulher é capaz de mudar a frieza de um homem, e Peça-me o que quiser me mostrou isso. 

O casal se conhece no elevador da empresa que dá problemas, e logo assim que se veem já rola um clima (meio clichê, mas bem tipico) depois que conhece uma Jud divertida, Eric passa a “perseguir” a funcionária de sua empresa (outra coisa clichê, mas tipica em livros com um dominador). Depois que se envolvem, e Eric passa a mostrar a Jud seus joguinhos a pequena de inicio não aceita, mas logo depois passa a entrar na onda do alemão. Cada vez mais afogada em seus jogos, Judith passa a fazer tudo aquilo que ela nunca se imaginou fazendo e se assusta com essa paixão tão avassaladora. Em meios a chutes e pontapés o casal vai levando sua vida nada normal, mas como nem tudo são flores encontram obstáculos no caminho… Acontece que uma ex de Eric apronta pra cima de Jud e faz com que o Iceman deixe a moreninha para trás, mesmo depois de terem feitos planos e mais planos… Mas a maneira que Judith sai por cima nessa discussão toda me deu orgulho, ela colocou Eric no chinelo e o fez rastejar por ela (você vê isso no segundo livro). 

Gostei do livro e da estória, gostei também da maneira que a autora escreve, de forma objetiva e divertida. Mas não gostei da tradução do meu livro, falo mesmo, está cheio de erros de português…

Bem, esses aqui em baixo são pra mim Eric e Jud, não consigo imaginar outros… Quem vocês imaginam? Me digam! 

374325-arrow-season-2-cast-stephen-amell-gains-fans-katie-cassidy-eager-to-do

Nota: Eric Zimmerman é um babaca, frio, irritante, que me deu vontade de matar várias vezes, mas… É um romântico inquestionável. 

Judith Flores é um heroína, a mulher entende tudo de futebol e ainda pratica motocross… Surpreendente. 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Livros, Resenhas. ligação permanente.

2 respostas a [RESENHA] Peça-me o que quiser.

  1. Fabiani diz:

    AAAAAh meu Eric é William Levy acredita? E a Jud é aquela menina morena de Ainda mais apimemtadas, acho q é esse o nome rsss. Amei a resenha, e amei o livro, apesar de ter algumas partes NOJENTAS, acabou que acostumei e achei excitante.

    Beijoos.

    • Débora Martins diz:

      Fabiii!
      Muito obrigada pelo seu comentário ❤
      Eu só imagino esses dois hahahaa
      No começo eu até imagina o Paul Walker como ela diz no livro, mas não tem jeito, eu ia lindo e o 'Arrow' vinha na minha mente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s